fbpx

5 dicas para reduzir a inadimplência dos seus clientes

Encontrar formas de reduzir a inadimplência é uma das principais preocupações do varejo atualmente, diante da crise do novo coronavírus. A brusca queda no rendimento de muitos trabalhadores gera dificuldades para que eles mantenham as suas pagamentos em dia, sendo uma das principais causas para resultados negativos na economia do país. 

Basta acompanhar as notícias para perceber: uma das principais consequências da crise econômica no varejo é o aumento da inadimplência. E ela impacta diretamente o fluxo de capital das empresas que deixam de receber em dia, desestabilizando a sustentabilidade do negócio.

E  a tendência é que a inadimplência cresça ainda mais, visto que inúmeras lojas estão proibidas de abrirem as portas pelas autoridades públicas em diversos estados do país.

Reduzir inadimplência em momento de crise é um grande desafio 

Só no mês de maio, o percentual de famílias com dívidas em cartão de crédito, cheque especial, empréstimo pessoal, prestações de financiamentos e carnês de loja, foi de 66,5%, segundo Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC), realizada pela Confederação Nacional do Comércio (CNC) desde janeiro de 2010. 

A maior alta, desde que a pesquisa é realizada, foi no mês passado, abril, no qual a inadimplência chegou a 66,6%.

No gráfico abaixo, é possível observar também a evolução do PDD (Provisão de Devedores Duvidosos) trimestral nos grandes bancos de capital aberto do Brasil, atingindo aproximadamente 28,5 milhões de reais.

Para evitar que a sua empresa sofra com essas estatísticas, é importante ter algumas cartas na manga. Continue conosco e saiba quais são!

5 dicas para reduzir a inadimplência

Para adaptar as atividades da sua empresa ao que temos chamado de “novo normal”, selecionamos 5 dicas assertivas para te conduzir na redução da inadimplência nos seus negócios. 

Combinando boa gestão, comunicação eficiente e ferramentas adequadas, além de reduzir a inadimplência, você também pode fidelizar seus clientes. Confira!

  1. Mantenha um bom relacionamento com seus clientes

Os seus clientes podem estar em uma situação econômica complicada, então nada como exercer a empatia neste momento. Faça contatos periódicos para ver se está tudo bem, invista em ações de marketing de relacionamento e seja sempre gentil e amigável nas comunicações, principalmente nas de cobrança. 

Desta forma, seus clientes sentirão que são importantes para a sua empresa e que você faz questão de se comunicar não apenas para vender, mas também para levar facilidades a eles.  

  1. Mantenha os dados atualizados

Para conseguir cobrar seus clientes em caso de atrasos, manter os dados deles atualizados nos registros da sua empresa é fundamental. Para isso, existem tecnologias que podem te auxiliar, como ferramentas de CRM, ferramentas de automação de marketing e até serviços de localização dos dados de contato do cliente por meio do número do CPF – como o INFOBUSCA do Serasa, por exemplo.

  1. Flexibilize as condições de pagamento

Flexibilize condições para seus clientes – principalmente para os que estão preocupados em pagar. É importante valorizar o interesse deles em manter os regularizar as dívidas que têm com o seu negócio, mesmo que estejam passando por dificuldades financeiras. 

Neste momento você pode aproveitar para ser criativo e enviar comunicações a todos os inadimplentes oferecendo prazos especiais, descontos, brinde, entre outros. Além de aumentar as chances de receber, a chance de fidelizar este cliente e ele voltar a comprar com você assim que regularizar seus pagamentos, é enorme!

  1. Premie os adimplentes

Premie os adimplentes com descontos, brindes, melhores condições de parcelamento e aumento no limite de compras, por exemplo. Desta forma, fidelizará estes clientes e incentivará os inadimplentes a negociarem as dívidas com a sua empresa, reduzindo a inadimplência deles!

  1. Monitoramento de score

Fique sempre de olho na saúde financeira de seus clientes, principalmente os que compram a prazo. Utilize a alta ou queda do score na pontuação do Serasa, por exemplo, como termômetro para oferecer vantagens nas compras com a sua empresa

Em caso de alta, por exemplo, pode-se liberar mais crédito. Já em caso de queda, estreite o contato antes mesmo do atraso do pagamento para  verificar se o cliente irá precisar flexibilizar as condições de pagamento.

Você já tinha pensado nestas maneiras de reduzir a inadimplência na sua empresa? Podemos te apoiar em diversas ferramentas de gestão de crédito!Entre em contato conosco e aproveite seu o presente super especial que preparamos para você: uma consulta de CPF ou CNPJ grátis! Clique aqui para saber mais!

Prêmio Marcas de Quem Decide: Parceria destaca-se entre as 5 melhores certificadoras do RS pelo segundo ano consecutivo

Premiação celebra as marcas mais lembradas e preferidas de gestores de negócios e executivos no Rio Grande do Sul.

A Parceria Certificadora, de Passo Fundo – RS, recebeu, pelo segundo ano consecutivo, premiações e destaques do Prêmio Marcas de Quem decide, do Jornal do Comércio.  

Este ano, pontuou entre as 4 empresas mais lembradas do Rio Grande do Sul para a categoria de Certificados Digitais. Destacou-se, também, como uma das 5 preferidas dos gaúchos neste mesmo setor.

O Prêmio Marcas de Quem Decide celebra as empresas mais lembradas e preferidas de gestores de negócios e executivos no Rio Grande do Sul.  Ao longo de mais de duas décadas, se consolidou como o único estudo que mede a lembrança e a preferência de gestores e empresários. Ele se destaca por distinguir a razão da emoção e traz reconhecimento para as marcas que geram credibilidade e fazem bons trabalhos.

Como funciona o Prêmio Marcas de Quem Decide

O Prêmio Marcas de Quem Decide apresenta uma análise completa das marcas que se destacaram entre as pessoas que decidem em relação aos negócios no Rio Grande do Sul. A premiação é referência no ambiente empresarial e de comunicação do mercado gaúcho pelos dados mercadológicos que apresenta. 

A cada edição, são entrevistados os sócios, diretores e a alta gestão das principais empresas gaúchas, acerca das marcas das quais mais se lembram e que preferem, sobre diferentes setores e serviços. O conceito baseia-se em inovações reais do mercado e como impactam a vida e os negócios de todo o corpo empresarial.

Assim, o Prêmio Marcas de Quem decide engloba vários temas, passando por assuntos como gestão, carreira, indústria, serviços, tecnologia, sustentabilidade, entre outros temas relevantes.

Parceria Certificadora novamente destaca-se entre as melhores do estado.

O que este prêmio representa para a Parceria Soluções Empresariais

Para Rudi Silva, diretor geral da Parceria Soluções, o Prêmio Marcas de Quem Decide representa uma grande conquista para a empresa que nasceu e se consolidou no interior do Rio Grande do Sul. 

“Este prêmio é um verdadeiro troféu para o nosso time. Não é comum ver uma empresa que nasceu e se consolidou no interior pontuar entre as 4 ou 5 melhores do estado em sua categoria, disputando em par de igualdade com outras gigantes da capital e também empresas de porte nacional. Sem dúvida, esse nível de conquista somente é possível devido a todo empenho e amor que nossa equipe dedica ao trabalho, cumprindo com nossa missão de prestar o atendimento de qualidade que nosso cliente merece” afirma.

Atuando há mais de 25 anos no mercado, a Parceria apresenta diferentes soluções para empresários de todo o interior do Rio Grande do Sul, sendo sua atuação focada em: Software ERP, serviços de gestão de crédito do Serasa e emissão de certificados digitais, categoria esta ganhadora do prêmio e na qual a Parceria atua há mais de 12 anos.

Precisa emitir certificado digital? Aposte em uma das melhores empresas do estado para te ajudar nessa missão. Conheça todos os tipos de certificado digital com os quais a Parceria Certificadora trabalha. E caso tenha ficado alguma dúvida, você pode contar com  ajuda de um de nossos consultores gratuitamente. Vamos ver isto agora? (54) 3046 8800

Cadastro Positivo Serasa – O que é e como funciona?

Quem é bom pagador muitas vezes não acha justo ter as mesmas condições de pagamento de quem costuma atrasar as contas, mas, com o Cadastro Positivo Serasa isso deve mudar.

O cadastro positivo existe desde 2011, porém, era pouco usado pelas empresas, mas com a Lei 12,414/2011 alterada em julho de 2019 essa situação se altera. A partir de agora as empresas poderão incluir os nomes dos consumidores nessa lista sem que haja necessidade de autorização prévia.

Para que possa entender melhor, essa é uma espécie de currículo financeiro que as pessoas possuem, as que pagam suas contas em dia e não estão com dívidas entram em um banco de dados que indicam que são boas pagadoras.

As empresas especializadas em análise de crédito como o Serasa é que serão responsáveis por coletar esses dados e permitir que se tornem acessíveis. Os consumidores que desejarem podem solicitar a retirada do nome da lista, mas, não existe vantagem em fazer isso.

Esse banco de dados terá o histórico financeiro das pessoas em relação ao pagamento de diferentes contas. Quanto mais adimplente ela estiver, maior será a pontuação conseguida.

Esses pontos são chamados de score ou nota de crédito e indicam o risco de inadimplência, com uma pontuação que vai de zero a mil. Quanto maior a pontuação, também aumentam as chances da empresa receber em dia.

Esse cadastro pode ser consultado por qualquer pessoa, inclusive pelo consumidor que deseja saber o seu score. Dessa forma é possível ter ciência da sua situação financeira e atuar de forma que a nota de crédito suba.

O que é considerado para gerar o score do cadastro positivo?

A pontuação do score é baseada na adimplência de alguns serviços como água, luz, telefone, gás e outros serviços continuados.

Entram ainda nessa lista: financiamentos, empréstimos, crédito consignado e outros produtos financeiros similares. Em ambos os casos são considerados não apenas os pagamentos como os valores das parcelas, pontualidade para a quitação de valores e comportamento do consumidor.

Como o Cadastro Positivo Serasa ajuda o consumidor?

A ideia do Cadastro Positivo Serasa é que ele possa ajudar o consumidor que paga suas contas em dia a conseguir mais benefícios como menores taxas de juros ao fazer um financiamento. Isso é possível porque as empresas poderão consultar o score e analisar as chances de levar um calote.

Quanto menor for o risco de inadimplência, é possível negociar menores taxas e condições de pagamentos mais longas. Para fazer um crediário em uma loja, quem estiver bem avaliado nesse cadastro positivo deve encontrar uma burocracia menor.

Para os consumidores que não conseguem comprovar renda, esse deve ser um artifício usado para facilitar o acesso aos financiamentos. Milhões de pessoas que hoje atuam na informalidade e não conseguem acesso a alguns recursos devem ser beneficiadas.

O Cadastro Positivo Serasa veio para ajudar as empresas e consumidores, se por um lado ele permite saber mais sobre os clientes e gerar propostas de acordo com o perfil de cada um, por outro quem paga suas contas em dia será beneficiado e conseguirá melhores condições no mercado.

Para saber mais sobre como anda o seu perfil no mercado, faça uma consulta ao seu cadastro positivo e descubra o seu score.

Como funciona a negativação de devedores junto ao Serasa?

A negativação do CPF ou CNPJ e o acúmulo de dívidas são problemas que atingem 67,1% dos brasileiros, conforme dados divulgados pela Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), em abril deste ano.

A análise dessas informações é uma importante ferramenta para empresas avaliarem a concessão de crédito a um consumidor, seja Pessoa Física (CPF) ou Jurídica (CNPJ), bem como sua capacidade de efetuar pagamentos.

Para facilitar essa análise, a Serasa Experian oferece serviços de informações sobre cadastros positivos e negativos em um banco de dados gigantesco. O dados de negativados fornecidos pela Serasa contemplam devedores da rede bancária, Banco Central, cartório e algumas empresas específicas. 

Quer saber como ocorre a negativação de devedores? Quais as vantagens da contratação desse serviço para a sua empresa? Como solicitar a negativação? Então este texto é para você! Confira!

O que é negativação de devedores?

Negativação é o processo de inclusão dos nomes de clientes devedores em órgãos de proteção ao crédito, como Serasa. Ou seja, a empresa tem o direito de solicitar a negativação de clientes inadimplentes – seja a partir de CPF ou de CNPJ – para que esses não assumam novas dívidas, antes de quitar os valores pendentes.

Quais as diferenças entre protesto e negativação?

Embora sejam facilmente confundidos, protesto e negativação não são sinônimos.

Como já foi exposto acima, negativação é o ato de comunicar ao órgão de proteção ao crédito que o cliente não efetuou o pagamento de uma dívida. Assim, o devedor fica impedido de fazer novas aquisições, sejam empréstimos, financiamentos ou compras a prazo.

Já o protesto de título é a oficialização da inadimplência de um cliente junto ao cartório. Ou seja, o protesto é um registro formal da dívida, normalmente utilizado como ultimato para que o cliente devedor faça a quitação do valor devido.

Quem pode negativar devedores na Serasa Experian?

Toda e qualquer empresa que possua clientes inadimplentes pode solicitar a inserção do CPF ou CNPJ de clientes devedores na Serasa Experian.

O que pode ser negativado?

As dívidas negativadas podem ser atribuídas tanto a Pessoas Físicas, quanto a Jurídicas. Em outras palavras, ter o nome negativado em algum órgão de proteção ao crédito significa “estar com o nome sujo na praça”.

Para tornar claro, são exemplos de dívidas passíveis de negativação:

  • Boletos bancários;
  • Crediário;
  • Aluguéis;
  • Mensalidades escolares;
  • Cheques sem fundo;
  • Dívidas que não completaram cinco anos;
  • Notas promissórias;
  • Notas fiscais;
  • Duplicatas;
  • Contratos;
  • Títulos protestados;
  • Letras de câmbio;
  • Taxas condominiais.

Como ocorre a negativação no banco de dados da Serasa?

O consumidor inadimplente, ou seja, que está em atraso com o pagamento de suas obrigações, tem seus dados como nome completo e CPF (em caso de pessoas físicas) ou CNPJ (em caso de pessoas jurídicas) incluídos no banco de inadimplentes da Serasa.

Esse cadastro ocorre mediante a contratação do serviço de negativação Pefin, da Serasa Experian, por parte das empresas credoras.  

Além disso, o serviço de negativação de devedores possibilita encontrar de forma fácil e rápida os dados dos consumidores inadimplentes para enviar a carta-comunicado (que é obrigatória por lei) informando o débito e as opções para pagamento. 

Estar “negativado” significa que o consumidor (pessoa física ou pessoa jurídica) possui dificuldades em efetuar pagamentos em dia e pode representar uma ameaça aos negócios se forem disponibilizados créditos a ele, devido ao seu histórico financeiro.

O objetivo do serviço de negativação é dificultar a obtenção de crédito pelo cliente em outros comércios até que ele efetue o pagamento da dívida, e então o seu nome seja retirado da negativação.

Utilizar esse serviço garante reduzir o tempo e custos de cobrança de dívidas, já que ao receber a carta-comunicado, o cliente passa a ter ciência de que seus dados serão negativados    e buscam encontrar soluções para efetuar o pagamento o quanto antes. 

Quando deve ser feita a negativação de clientes?

A negativação de um CPF ou CNPJ pode ser solicitada após um dia de atraso no pagamento da dívida. No entanto, é recomendável que a empresa adote, em um primeiro momento, uma postura conciliadora. Isto é, antes de negativar o devedor, é preferível fazer contato com o cliente e informá-lo sobre o atraso.

Muitas vezes, um simples aviso é suficiente para a quitação da dívida. Se mesmo assim o inadimplente não fizer o pagamento, normalmente a empresa opta pela negativação após 30 dias do vencimento do valor devido.

Como fazer a negativação de clientes devedores na Serasa?

Para negativar consumidores inadimplentes, a empresa deve contratar o serviço de negativação Pefin, da Serasa Experian. Nesse serviço, é possível ter acesso aos dados de clientes devedores de forma rápida e simples.

Em seguida, a empresa é obrigada por lei a enviar uma carta-comunicado ao devedor, informando o débito e as opções para pagamento. Ao receber esse documento, o cliente passa a ter ciência de que seus dados serão negativados. Ao mesmo tempo, tende a buscar soluções para efetuar o pagamento da dívida o quanto antes.

O objetivo do serviço de negativação é informar que o devedor possui dificuldades em efetuar pagamentos em dia e pode representar uma ameaça a outros negócios. Dessa forma, a negativação dificulta a obtenção de novos créditos pelo cliente, até que faça a quitação da dívida e tenha seu nome retirado do serviço de proteção ao crédito.

Antes de realizar a negativação do devedor, é recomendável que a empresa adote algumas boas práticas para preservar o relacionamento com os clientes. Confira:

Avalie o tempo de atraso

Muitas vezes, a inadimplência do cliente pode ser uma situação temporária. Por isso, é aconselhável esperar de 30 a 45 dias antes de solicitar a negativação.

Enquanto isso, faça contato com o cliente e ofereça a possibilidade de renegociação ou acordo. Essa flexibilidade contribui para a manutenção do relacionamento com o cliente a longo prazo.

Providencie documentos que confirmem a dívida

É necessário ter cautela para não realizar nenhuma cobrança indevida, o que pode trazer problemas futuros, como processos por danos morais.

Por isso, antes de realizar a negativação, reúna todos os documentos relacionados à dívida, como contratos, comprovantes de cartão de crédito e notas promissórias.

Mantenha o cadastro atualizado

Ao fazer a negativação de um cliente, a empresa é responsável pela comprovação da dívida. Por isso, no momento da venda do produto ou serviço, é importante recolher o máximo de informações possíveis sobre o consumidor. Por exemplo:

  • Nome completo;
  • CPF ou CNPJ;
  • Razão social;
  • Endereço;
  • Telefone;
  • Data da compra;
  • Vencimento;
  • Valor da multa & juros;
  • Entre outros.

Utilize um sistema de Consulta de Crédito Serasa

Utilizar uma plataforma de consulta de crédito pode ser determinante para uma boa administração de riscos e crescimento da empresa. Aqui na Parceria, oferecemos o Serviço de Consulta Serasa, altamente eficiente para localizar inadimplentes, negativar devedores e, até mesmo, prospectar novos clientes.

Quais são os benefícios da negativação?

Disponibilizar as informações de devedores no banco de dados da Serasa funciona como uma forma legalizada de cobrança de dívidas. Isso porque, uma vez incluídos os dados do consumidor no cadastro de negativados, ele tende a agilizar o pagamento, graças à dificuldade de obter crédito em outras empresas. Além disso, a negativação proporciona vantagens como:

Melhora nas taxas de inadimplência

A negativação gera problemas para o CPF ou CNPJ do cliente. Justamente por isso, no momento em que recebe a carta-comunicado, o consumidor é forçado a buscar formas de quitar suas dívidas e evitar outras possíveis restrições de crédito.

De acordo com a Serasa Experian, com a negativação as empresas conseguem alcançar uma melhora de cerca de 50% no percentual de recuperação de créditos.

Redução de custos

Através do serviço de negativação, a empresa reduz custos já que a plataforma centraliza e automatiza todos os processos de cobrança. Por exemplo, é possível automatizar o serviço de carta-boleto, reduzindo os gastos com a emissão de boletos.

Alta performance em  recuperação de dívidas

O processo de negativação contribui tanto para prevenir e evitar a inadimplência, quanto para reaver as dívidas em aberto, reforçando o fluxo de caixa.  De acordo com pesquisas da Serasa Experian, com esse recurso as empresas conseguem alcançar uma melhora significativa no percentual de recuperação de créditos, cerca de 50% de otimização e recuperação de dívidas.

Recurso da Carta-Boleto

Outra vantagem é poder aliar ao serviço de carta-boleto, para que o pagamento seja efetuado ainda mais rapidamente. Dessa forma, há também uma diminuição dos custos de emissão de boletos.

Quais são os principais cuidados ao negativar um devedor?

É importante tomar alguns cuidados na hora de negativar um devedor. Conforme determina o Código de Defesa do Consumidor, deve-se preservar a índole do inadimplente, sem causar qualquer tipo de constrangimento ou ameaça. Entre esses cuidados, podemos citar:

  • Esgotar as tentativas de negociação antes de fazer a  inclusão da dívida;
  • Comunicar o devedor antes de fazer a negativação;
  • Certificar-se de que as informações do devedor estão corretas;
  • Protestar a dívida somente se necessário;
  • Nunca comunicar a terceiros, como familiares ou vizinhos, sobre a dívida ou a negativação.

 

Um presente para você!

Gostou de conhecer melhor serviço de negativação da Serasa? Quer conhecer mais sobre os serviços Serasa Experian que a Parceria comercializa? Então confira o infográfico ilustrado que estamos disponibilizando abaixo. Cadastre-se agora mesmo para receber – é gratuito!